GAMIFICAÇÃO: O USO DO QR CODE E CELULAR NUMA PROPOSTA COM PROFESSORES

Uéverson Mendes Oliveira, Rodrigo Guedes de Araújo

Resumo


o presente artigo objetivou verificar a aceitação da aplicação de atividade gamificada no ambiente escolar quando essa aplicação não obedece a configuração Professore x Estudantes, e sim Professor x Professores. A pesquisa foi idealizada ao verificar que pouca formação para lidar com as Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) dentro da escola era um empecilho para realização de algumas atividades. A proposta foi aplicada numa escola estadual da rede pública de ensino com um total de quinze profissionais docentes, dividido por cores e em três grupos.  Os resultados apontam para o pouco conhecimento, por parte dos professores, sobre o conceito emergente de gamificação e o seu forte potencial didático e pedagógico para o trabalho dentro das salas de aulas e da tecnologia QR Code – código de reposta rápida -, com forte manifestação da vontade de entender, participar e interagir com a proposta

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Lynn Game Over-Jogos eletrônicos e violência. São Paulo: Futura, 2005.

ALEXANDRE, G. G.; KOMESU, F. Academic Literacies and gamification : “ strengths ” and “ weaknesses ” in the visual -verbal textualization process. Linguagem & Ensino, v. 22, n. 4, p. 1199- 1220, 2019.

ALVES, L. R. G.; MINHO, M. R. DA S.; DINIZ, M. V. C. Gamificação: diálogos com a educação. In: FADEL, L. M. et al. (Eds.). Gamificação na educação. São Paulo: Pimenta Cultural, 2014.

BERBEL, N. A. N. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, v. 32, n. 1, p. 25-40, 2011.

CARVALHO, D. A. C.; LIMA, M. R. DE. Formação de professores para o uso pedagógico das tecnologias digitais de informação e comunicação: uma visão sobre os cursos da UFSJ. Congresso Internacional de Educação e Tecnologias: CIET/EnPED. Anais...2018. Disponível em: http://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/ article/view/218. Acesso em : 23 mar. 2020.

CORRÊA, C. A gamificação e o ensino / aprendizagem de segunda língua : um olhar investigativo sobre o Duolingo. Linguagem & Ensino, v. 22, n. 4, p. 1020-1039, 2019.

DUARTE, G. B. Gamificação na aprendizagem de inglês : uma análise sobre Recursos Educacionais Abertos , Motivação e Feedback. Linguagem & Ensino, v. 22, n. 4, p. 1040-1062, 2019.

FARDO, M. L. A gamificação aplicada em ambientes de aprendizagem. CINTED-UFRGS, v. 11, n. 1, p. 1-9, 2013.

FELCHER, C.; PINTO, A.; FOLMER, V. Tecnologias digitais no ensino da matemática e formação de professores: possibilidades com o QR Code Reader. Revista De Estudos E Pesquisas Sobre Ensino Tecnológico (EDUCITEC), v. 4, n. 08, p. 59-74, 2018.

GOMES, A. F.; REIS, S. C. DOS. Games e Gamification na Prática de Ensino de Línguas: avaliando uma proposta de disciplina complementar de graduação. Revista Tecnologias na Educação – UFMA, v. 22, p. 1–13, 2017.

KAPP, K. M. The Gamification of Learning and Instruction: game-based methods and strategies for training and education. São Francisco: Pfeiffer, 2012.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e tecnologia: o novo ritmo da informação. 8. ed. Campinas: Papirus, 2012.

LOPES, R. P.; FÜRKOTTER, M. Formação inicial de professores em tempos de TDIC : uma questão em aberto. Educação em Revista, v. 32, n. 4, p. 269-296, 2016.

MACHADO, P. H.; REMENCHE, M. DE L. R. Elementos de gamificação presentes em Livros Literários Infantis digitais interativos em formato de Aplicativo ( LLIA ): análise de práticas multiletradas na formação de leitores. Linguagem & Ensino, v. 22, n. 4, p. 982-1001, 2019.

MARIN, D.; PENTEADO, M. G. Professores que utilizam tecnologia de informação e comunicação para ensinar Cálculo. Educação Matemática Pesquisa, v. 13, n. 3, p. 527-546, 2011.

MISKULIN, R. G. S. As possibilidades didático-pedagógicas de ambinetes computacionais na formação colaborativa de professores de matemática. In: FIORENTINE, D. (Ed.). . Formação de professores de matemática: explorando novos caminhos com outros olhares. Campinas: Mercado das Letras, 2003. p. 217-248.

MORÁN, J. Mudando a educação com metodologias ativas. Convergências midiáticas, educação e cidadania: aproximações jovens, v. II, p. 15-33, 2015.

NICHELE, A. G.; RAMOS, A. DE F. QR Codes na Educação em Química. RENOTE, v. 13, n. 2, 2015.

PEREIRA, T. A. et al. Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação por Professores da Área da Saúde da Universidade Federal de São Paulo. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 40, n. 1, p. 59-66, 2016.

PINTO, A. C. M.; FELCHER, C. D. O.; FERREIRA, A. L. A. Considerações sobre o uso do aplicativo QR CODE no ensino da matemática: reflexões sobre o papel do professor. XII Encontro Nacional de Educação Matemática. Anais...2016.

SILVA, G. B.; MERCADO, L. P. L.; ORTIZ, D. H. El Mundo Hispano Sin Fronteras : uma proposta de curso Mooc Gamificado. Linguagem & Ensino, v. 22, n. 4, p. 1114-1135, 2019.

TORI, Romero Educação sem distância: as tecnologias interativas na redução de distância em ensino e aprendizagem. São Paulo: Senac São Paulo, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2526-4478 - Qualis "B3" (2017/2018)

______________________________________________________________________________