METODOLOGIA DE ENSINO DE LÍNGUA INGLESA: A IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO TEÓRICO PARA A PRÁTICA DOCENTE

Vitória Farias Silva

Resumo


Tendo em vista a necessidade que o professor de língua inglesa tem para estimular os seus alunos à aprendizagem, esta pesquisa pretende conhecer as metodologias de ensino utilizadas por um grupo de professoras de inglês da rede pública, a fim de descobrir se elas compreendem esses métodos e os empregam em suas aulas. Para tanto, foi necessário verificar quais estratégias metodológicas elas utilizam, identificar se elas têm conhecimento dos métodos, e apontar fragilidades em relação a sua aplicabilidade. Realizou-se, então, uma pesquisa baseada na metodologia Grounded Theory, através da qual foi possível observar que essas professoras não adquiriram uma capacitação efetiva em relação aos métodos durante a graduação, que se sentiam despreparadas a enfrentar a sala de aula ao sair da formação inicial, além de apontarem que é preciso, na prática escolar, serem profissionais reflexivas. Conclui-se então que embora a falta de domínio dos métodos não seja um impeditivo para a prática docente ela é importante para atingir a heterogeneidade de aprendizagem da sala de aula.


Texto completo:

PDF

Referências


AIRES, D. S. Em busca da essência do self: um espetáculo da vivência de estudo de professores no exterior sob a perspectiva da complexidade. 2014 Tese (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

BORGES, M. J. A. A. A formação do professor de língua inglesa: desafios no desenvolvimento das habilidades de compreensão e produção da oralidade. 2015. Tese (Mestrado em Educação). Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia.

BRASIL., Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental/ Secretaria de Educação Fundamental. Brasilia: MEC/SEF, 1998.

CHONG, C. H.; YEO, K. J. An Overview of Grounded Theory Design in Educational Research. Asian Social Science, Malaysia, v. 11. abr/ 2015.

DURAN, M. C. G.; IALAGO, A. M. Formação de Professores de Inglês no Brasil. Revista: Diálogos da Educação, Curitiba, v.8, n.23, p.55-70, jan./abr. 2008

FONSECA, R. B; ROJAS, J. A formação de professores de língua estrangeira no Brasil sob o enfoque do liberalismo e do marxismo. In: Jornada do HISTEDBR – História, Sociedade e Educação no Brasil, 7., 2007, Campo Grande. Anais, Campo Grande: UNIDERP, 2007.

GADAMER, H. G. Truth and method. Ed. Continuum. London, 2004

LEITE, F. Raciocínio e procedimentos da Grounded Theory Construtivista. Questões Transversais – Revista de Epistemologias da Comunicação, São Paulo, v. 3, jul-dez 2015.

NÓBREGA, M. M. L.; SANTOS, S. R. A Grounded Theory como alternativa metodológica para pesquisa em enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasilia, v. 55. Set/ Out 2002.

NÓVOA, A. Formação de professores e a profissão docente. In: NÓVOA, Antônio (org.), Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992. p. 13- 33.

__________. Desafios do professor no mundo contemporâneo. São Paulo: SINPRO–SP, 2007.

OLIVEIRA, L. Métodos de ensino de inglês: teorias, práticas, ideologias. 1. ed. São Paulo: Parábola, 2014.

O ENSINO de Inglês na Educação Pública Brasileira. São Paulo: British Council, 2015.

RICHARDS, J; RODGERS, T. Approaches and Methods in Language Teaching, 2. ed. Cambridge: Cambridge University Press, 2001.

RODRIGUES, L. C. B. A formação do professor de língua estrangeira no século XXI: entre antigas pressões e os novos desafios. Revista Signum: Estudos da Linguagem, Londrina, n. 19/2, p. 13-34, dez. 2016.

SCHÖN, D. A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, Antonio. (Org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

_______. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SICHELERO, J.J. Linguagem, hermenêutica e educação. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, vol.24, abr/2019.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 5.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2526-4478 - Qualis "B3" (2017/2020)

______________________________________________________________________________