CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET: INGLÊS INSTRUMENTAL E AS QUATRO HABILIDADES

Jéssica Laira de Araujo Esgoti Uliana

Resumo


Este projeto de investigação qualitativo-interpretativista visou analisar o perfil e interesse dos alunos no componente de Inglês Instrumental no curso técnico em Informática para Internet das Escolas Técnicas Estaduais (Etec) do estado de São Paulo, respectivamente nas Etecs das cidades de Fernandópolis e Votuporanga, a fim de avaliar e ponderar sobre a abordagem de aprender do aluno e a de ensinar e planejar do professor. O projeto justificou-se pela necessidade de reflexão sobre o processo de ensino-aprendizagem e tais seguimentos que permeiam a sala de aula (SA). Foram realizadas pesquisas bibliográficas, leituras de artigos e livros, assim como análises contrastivas de questionários, os quais serviram como dados interpretados para embasar modificações na visão da prática de SA, cultura de aprender e ensinar dos participantes da pesquisa e consequentemente, para que consigamos alcançar melhorias no desenvolvimento da aprendizagem das quatro habilidades (ler, falar, ouvir e escrever) em língua inglesa.


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA FILHO. et al. (Org.) O professor de Língua Estrangeira em Formação. Campinas, Pontes, 1999.

_______. Dimensões comunicativas no ensino de línguas. Campinas, SP, Pontes Editores, 1993.

CAVALCANTI, M. C.; MOITA LOPES, L. P. Implementação de pesquisa na sala de aula de línguas no contexto brasileiro. In: Trabalhos em Lingüística Aplicada. 17:133-144, 1991.

CELANI, M. A. A. (org). Professores e formadores em mudança: um relato de um processo de reflexão e transformação da prática. Mercado de Letras, 2003.

CONSOLO, D.A. Competência Linguístico-Comunicativa: (RE) Definindo o Perfil do Professor de Língua Estrangeira. In: VI CBLA Anais CD-ROM. Belo Horizonte, 2001.

_______. Revendo a oralidade no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras. Revistas de Estudos Universitários. Uniso, v. 26, n. 1, p. 59-68, 2000b.

_______. Crenças de alunos e professores (inter)agindo na aprendizagem de uma língua estrangeira. In: Trabalhos em Linguística Aplicada, 1997, 29:21-35.

DIAS, E. Falar ou não falar?: Eis a questão! Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto: 2003.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários para a prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

KFOURI KANEOYA, M. L. C. - A formação inicial de professores de línguas para/em contexto mediado pelo computador (teletandem): um diálogo entre crenças, discurso e reflexão profissional – 2008

RICHARDS, J. C. O Professor Reflexivo: Guia para investigação do comportamento em sala de aula. Série Portifolio 2, 1 ed., SBS Editora, 2003.

VIEIRA ABRAHÃO, M. H. Conflitos e incertezas do professo de LE na renovação da sua prática. Tese de Doutorado. UNICAMP, 1996.

WIDDOWSON, H. G. O Ensino de Línguas para a Comunicação. Campinas: Pontes Editores Campinas, 1991, tradução de J. C. P. Almeida Filho.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2526-4478

______________________________________________________________________________