GÊNEROS VIRTUAIS EMERGENTES EM CURSOS TECNOLÓGICOS: UMA METODOLOGIA DE ENSINO EM LÍNGUA PORTUGUESA

Rosana Helena Nunes

Resumo


RESUMO: O presente artigo tem por objetivo apresentar uma proposta de trabalho, na disciplina de comunicação acadêmica, com a criação de determinadas ferramentas tecnológicas de aprendizagem, por alunos de 1º semestre do Curso de Mecatrônica da Faculdade de Tecnologia de Itu. Trata-se de pensar a natureza da linguagem humana, no que diz respeito aos textos multimodais e hipermodais. Com efeito, foram escolhidos os quatro trabalhos desenvolvidos, como corpus de análise, para mostrar que o trabalho representou um avanço para os estudos de alunos ingressantes, tornando-se um ponto de partida para os semestres subsequentes e, propriamente, a autonomia dos grupos por desenvolver uma ferramenta tecnológica para suprir dificuldades em relação a determinadas disciplinas do 1ºsemestre. À luz desses dois conceitos, o artigo fundamenta-se na noção de gênero do discurso de Mikhail Bakhtin (1992) e a noção de hibridismo das teorias que fundamentam o estudo de gêneros virtuais.

PALAVRAS-CHAVE: Curso de Mecatrônica; Ferramenta tecnológica; Hibridismo.

 


Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail (1929). Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: HUCITEC, 1992.

BAKHTIN, Mikhail (1979). Estética da criação verbal. SP: Martins fontes, 1992.

MARCUSCHI, Luiz Antônio; XAVIER, Antonio Carlos (orgs.). Hipertexto e gêneros digitais – novas formas de construção de sentido. São Paulo: Cortez, 2010.

KARWOSKI, Acir Mário; GAYDECZKA, Beatriz; BRITO, Karim Siebeneicher. Gêneros textuais – reflexões e ensino. São Paulo: Parábola Editorial, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2526-4478 - Qualis "B3" (2017/2018)

______________________________________________________________________________