ASPECTOS DA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE INGLÊS PARA FINS ESPECÍFICOS EM CONTEXTO PROFISSIONAL TECNOLÓGICO DE ENSINO

Cláudia Maria Paixão Mattos, Magali Barçante

Resumo


Este trabalho visa investigar alguns aspectos da formação do professor de inglês em contexto de educação profissional e tecnológica (EPT) de um instituto federal. Busca-se verificar o início da prática do professor nesse contexto e se esta atende as demandas atuais para este tipo de ensino. Destacamos como teóricos Vian Jr. (2015) e Bedin (2017), que tratam da formação do professor de línguas para fins específicos, e Almeida Filho (2008), que destaca a importância de projetos de investigação em ELFE no âmbito das instituições tecnológicas. A pesquisa situa-se num estudo de caso interpretativo, em que foram aplicados questionários e entrevistas aos participantes. Por meio da análise de dados, constatamos que os docentes possuem um histórico de trabalho em ELFE muito semelhante e que buscam alinhar a sua prática aos pressupostos teóricos da atualidade em ELFE, embora perceba-se muitas vezes que desconhecem os preceitos que regem esse tipo de ensino.

PALAVRAS-CHAVE: Formação de professores; Educação profissional e tecnológica; Ensino de Línguas para Fins Específicos (ELFE)

 


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA FILHO, J.C.P. 2008. Aprendizagem e ensino de línguas em contextos tecnológicos. Reverte: Revista de Estudos e Reflexões Tecnológicas da Fatec Indaiatuba, Indaiatuba, v.6. Disponível em: Acesso em: 05 jul. 2017.

AUGUSTO-NAVARRO, E. H. 2008. Necessidades e interesses contemporâneos no ensino aprendizagem de inglês para propósitos específicos. In: K.A. SILVA; M.L.O. ALVAREZ 2002 (Orgs.), Perspectivas de investigação em Linguística Aplicada. Campinas: Pontes.

BEDIN, M.C. 2017. Espanhol para fins específicos no ensino superior tecnológico e formação docente: articulações, rumos e possibilidades. 2017. 248 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade de São Paulo, São Paulo.

CELANI, M. A. A. 2012. A formação de professores na área de línguas para fins específicos no contexto do século XXI. II Congresso Nacional de Línguas para Fins Específicos; XXIV Seminário Nacional de Inglês Instrumental; XII Seminário Nacional de Línguas Instrumentais. FATEC, São Paulo, 26-28 set.

CHIZZOTTI, A. 2011. Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. 4. ed. Petrópolis: Vozes.

CRISTÓVÃO, V.L.L.; BEATO-CANATO, A.P.M. 2016. A formação de professores de línguas para fins específicos com base em gêneros textuais. D.E.L.T.A [on-line]. vol.32, n.1, pp.45-74. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/delta/v32n1/0102-4450-delta-32-01-00045.pdf> Acesso em: 08 mar. 2018.

DELLA ROSA, E. F. P. 2013. Análise das reflexões estabelecidas por pesquisadores entre conhecimento de língua inglesa e desempenho acadêmico. 2013. 148 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, São Paulo.

DUDLEY-EVANS, T.; ST JOHN, M. 1998. Developments in English for specific purposes. Cambridge: Cambridge University Press.

FALTIS, C. 1997. Case study methods in researching language and education. In: N. Hornberger; D. Corson. (Ed.), 1997, Research methods in language and education. Encyclopedia of Language and Education. v.8. Dordrecht: Kluwer Academic Publishers, p. 145-152.

HARDING, Keith. 2007. English for specific purposes. Oxford: Oxford University.

HOWATT, A. P. R. 1984. A history of English language teaching. Oxford: Oxford University Press. 1 ed.

HUTCHINSON, T.; WATERS, A. 1987. English for specific purposes: a learning-centred approach. Cambridge: Cambridge University Press.

MONTEIRO, M.F.C. 2009. Representações de professores de inglês em serviço sobre a abordagem instrumental: um estudo de caso. 94 f. 2009. Dissertação. (Mestrado em Linguística Aplicada em Estudos da Linguagem) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

RAMOS, R.C.G. 2005. Instrumental no Brasil: a desconstrução de mitos e a construção do futuro. In M. FREIRE; M.H. VIEIRA-ABRAHÃO; A.M.F. BARCELOS (Orgs.), 2005, Linguística Aplicada e Contemporaneidade. Campinas, SP: Pontes. pp.109-123.

_______. 2009a. A história da abordagem instrumental na PUCSP. In: M.A.A. CELANI; M.M. FREIRE; R de C.G. RAMOS (Orgs.), 2009, A abordagem instrumental no Brasil: um projeto, seus percursos e seus desdobramentos. Campinas: Mercado das Letras. pp. 35-46.

_______. 2009b. ESP in Brazil: history, new trends and challenges. In: M. KRZANOWSKI. (Ed.), 2009, ESP and EAP in developing and least developing countries. IATELF. pp. 68-83. Disponível em: Acesso em 5 jul. 2017.

_______. 2018. Línguas para fins específicos em tempos de mobilidade: pesquisa e pedagogia em perspectiva. Palestra ministrada no IV Congresso Brasileiro de Línguas Estrangeiras na Formação Técnica e Tecnológica (CBTecLE). Campinas-SP.

STREVENS, P. 1988. The learner and the teacher of ESP. In: D. CHAMBERLAIN; R.J. BAUMGARDNER, 1988, ESP in the classroom: practice and evaluation. ELT document 128. British Council. pp. 39-44. Disponível em: . Acesso em: 26 abr. 2017

TERENZI, D. 2014. Princípios norteadores para o planejamento de cursos de línguas para propósitos específicos em curso superior tecnológico (manutenção de aeronaves): considerando visões de aprendizes, instituição formadora e empregadores. 2014. 178 f. Tese (Doutorado em Linguística) - Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Paulo.

VIAN JR., O. 2015. A formação do professor de inglês para fins específicos. In: R. LIMA-LOPES; C. FISCHER; M.A. GAZOTTI VALLIM (Orgs.), 2015, Perspectivas em línguas para fins específicos: Festschrift para Rosinda Ramos. Campinas – SP: Pontes Editores.

WIDDOWSON, H.G. 1984. Teaching language as communication. Oxford University Press.

YIN, R.K. 2010. Estudo de caso: planejamentos e métodos. 4 ed. Porto Alegre: Bookman.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2526-4478 - Qualis "B3" (2017/2018)

______________________________________________________________________________